Saiba como cuidar da pele na primavera e prepará-la para o alto verão

Skin Care Pixy / Foto: Divulgação

 

A pele costuma carregar os efeitos danosos causados pelo inverno, como o ressecamento, além de manifestar outros provocados pela atual estação, a mais florida do ano. De acordo com a professora do curso de Biomedicina da Estácio e fisioterapeuta dermato funcional, Paula Mota, as mudanças climáticas características da primavera interferem na saúde da cútis.

“Na primavera temos dias quentes, outros com mais vento e dias mais chuvosos e essas alterações podem causar um certo desequilíbrio na pele. Portanto, é importante se ater a cuidados básicos conforme o tipo de pele: uma pele seca precisa de hidratação e, geralmente, de cosmecêuticos mais oleosos, enquanto uma pele oleosa precisa de água (hidratar é muito importante) e menos ativos oleosos. Mas para saber o produto mais adequado, o ideal é procurar um profissional habilitado que fará um diagnóstico mais assertivo de acordo com as características e necessidades individuais”, explica Paula Mota.

Segundo a profissional, dois erros bastante comuns na rotina de cuidados nesse período é usar água muito quente e esfoliar demasiadamente a pele. “Banhos muito quentes ressecam a pele e podem agravar o quadro de desequilíbrio. O excesso de esfoliação, ao invés de ajudar, pode piorar a oleosidade ou ainda levar ao aparecimento de manchas”, esclarece.

Ainda de acordo com Paula Mota, para manter o viço da pele e prevenir o envelhecimento precoce, o recomendável é investir em um bom filtro solar com fator de proteção contra os raios UVB e UVA – estes responsáveis por causar câncer de pele e envelhecimento –, beber bastante água, manter uma alimentação equilibrada, rica em frutas, verduras e legumes, e ter cautela com receitas caseiras, pois algumas podem danificar ainda mais a pele. “As receitas caseiras trazem riscos pelo desconhecimento de certos ingredientes usados. Uma simples esfoliação caseira pode virar uma “esfolação”, machucando e manchando o rosto”, aponta.

E os cuidados com a pele madura e dos idosos merecem ainda mais atenção. “Vale a pena investir em um sabonete facial e corporal com agentes hidratantes associado a um hidratante que contribua para a reposição da água perdida pelo envelhecimento. Além disso, ativos que estimulem o colágeno são muito bem-vindos!”, destaca.

Gostou Deste Artigo? Compartilhe!

Facebook 0
Google+ 0
Fechar Menu