Programa sobre ancestralidade negra e indígena estreia em Recife

Foto: Divulgação

 

No dia 18 de julho, Recife e região metropolitana, terão um novo programa em suas ondas de rádio. Em sintonia com a ancestralidade africana e indígena, o Aldeias e Quilombos será exibido semanalmente aos sábados, às 15h00, pela Frei Caneca FM 101,5, www.freicanecafm.org. Para o programa de estreia será pautado os desafios da Pandemia do Covid-19 para os povos indígenas e quilombolas. Desenvolvido a partir do Grande Recife, o Aldeias e Quilombos tem na sua produção os jornalistas Bruno Vieira e Manuela Lira.

O objetivo central do programa é contribuir para a promoção da visibilidade das populações indígenas e quilombolas de Pernambuco e do Brasil, por meio de um programa radiofônico integrativo, participativo e de alcance popular. É proposta também estimular o debate sobre as populações negras, quilombolas e indígenas no que tange à promoção de políticas públicas a esses povos. O programa é um dos selecionados no Edital de Apoio à Ocupação da Grade de Programação da Frei Caneca FM 2019-2020.

Trata-se de um projeto cuja importância se funda na promoção, defesa e divulgação dos Direitos Humanos sob uma perspectiva que esteja conectada e interseccionada com elementos sociais de raça, classe e gênero. Aldeias e Quilombos vem discutir as questões quilombola, negra e indígena a partir do olhar de tais sujeitos, trazendo-os para a cena pública de forma a realizar um diálogo direto com as populações, incluindo-as como co-produtoras dos programas.

As contribuições são sempre bem-vindas e podem ser feitas pelo e-mail aldeiasequilombos@gmail.com ou pelo WhatsApp: (81) 98195-2207, Bruno Vieira, produtor do programa. O programa será exibido aos sábados às três da tarde na Frei Caneca FM, emissora pública criada em 1960, mas que só começou as transmissões em junho de 2016. Ligada à Fundação de Cultura Cidade do Recife, a emissora pretende cumprir um papel didático sobre a comunicação pública, buscando formar um entendimento sobre conteúdos de interesse público, que ampliem a capacidade analítica dos indivíduos.

Gostou Deste Artigo? Compartilhe!

Facebook 0
Google+ 0
Fechar Menu