Foto: Divulgação

O livro “Na minha pele” (Objetiva), foi o mais vendido na livraria oficial ao longo dos cinco dias da 15º Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que se encerou no domingo (30) de julho. A obra é uma mistura de memórias e reflexões sobre racismo, dentre outros assuntos. Ou uma “provocação”, como disse o autor em recente entrevista. Confira os dez livros mais vendidos na Flip 2017.

1 – “Na minha pele” (Objetiva), de Lázaro Ramos.

2 – “A mulher dos pés descalços “ (Nós), de Scholastique Mukasonga.

3 – “Com o mar por meio” (Companhia das Letras), de Jpsé Saramago e Jorge Amado.

4 – “Lima Barreto: Triste visionário” (Companhia das Letras), de Lilia Schwarcz.

5 – “Nossa senhora do Nilo” (Nós) de Scholastique Mukasonga.

6 – “Diário do hospício e o cemitério dos vivos” (Companhia das Letras), de Lima Barreto.

7 – “Esse cabelo” (LeYa), de Djaimilia Pereira de Almeida.

8 – “Insubmissas lágrimas de mulheres” (Malê), de Conceição Evaristo.

9 – “Para educar crianças feministas – Um manifesto” (Companhia das Letras), de Chimamanda Ngozi Adichie.

10 – “ O vendido” (Todavida), de Paul Beatty.