Filhos de Alceu Valença, Dominguinhos e Geraldo Azevedo aportam no Recife com o show Estação Lunar

Liv Moraes, Ceceu Valença e Clarice Azevedo / Foto: Zuh Ribeiro

 

Chegou o tempo da folia e é com essa energia pulsante da música “Tempo Folião” que Liv Moraes, Ceceu Valença e Clarice Azevedo se apresentarão no Carnaval 2019, com o show Estação Lunar. Os artistas prepararam um belíssimo show de carnaval com o melhor do frevo, do caboclinho, do afoxé e com o melhor dos clássicos dos seus famosos e consagrados pais, Dominguinhos, Alceu Valença e Geraldo Azevedo. O show, que foi apresentado recentemente no Rio de Janeiro, já tem data para lançamento no Recife: 16 de fevereiro, na sede do Galo da Madrugada.

No show carnavalesco o trio promete, além de reunir os grandes sucessos dos pais, mostrar também músicas que se eternizaram e são sucesso em todos os carnavais como “Banho de Cheiro”, do saudoso compositor pernambucano Carlos Fernando, que foi um grande parceiro e amigo de Alceu e Geraldo, “Frevo Mulher”, de Zé Ramalho, além dos hits de carnaval como “Me Segura Senão eu Caio e Bom Demais”, de J. Michiles, eternizada na voz de Alceu Valença.

No repertório, os artistas ainda fizeram questão de preservar a tradição e a cultura de Pernambuco, mantendo o vigor e a força do frevo, a magia dos caboclinhos e o batuque do afoxé presentes nas obras dos pais. Outros sucessos do Carnaval como “Bicho Maluco Beleza”, “Beijando a Flora”, “Chego Já” e “Tropicana”, não podiam ficar de fora e compõem o set list do show com uma energia contagiante que vai animar muito os foliões no Carnaval de Pernambuco.

Os artistas cantarão entre trios, solos e em duplas, estando também presentes no show os clássicos que marcaram épocas e estão na boca do povo como: “Anunciação”, “Táxi Lunar”, “ La belle de Jour” e dentre as surpresas, o público poderá curtir ainda os sucessos “Isso Aqui Tá Bom Demais” e “Pedras que cantam” que ficaram famosas na voz do grande e inesquecível Dominguinhos. Existe uma relação musical muito forte entre os Pais e os Filhos, pois, a arte vai passando naturalmente para eles que já tem o DNA musical.

Gostou Deste Artigo? Compartilhe!

Facebook 0
Google+ 0
Fechar Menu